Sacro Império de Reunião

De Sistema Geral de Informação
Ir para: navegação, pesquisa
Sacro Império de Reunião
Bandeira Escudo
Bandeira Imperial Escudo
Lema: Fiat Iustitia Pereat mundus
Língua oficial Português
Capital Saint Denis
Sistema de Governo Monarquia Potencialmente Absolutista
Monarca Cláudio de Castro-Bourbon
Território Ilha de Reunião (Oceano Índico)
Gentílico Reunião
Website www.reuniao.org

O Sacro Império de Reunião é uma micronação, uma simulação de um país através de plataformas virtuais que permitem o relacionamento real entre seus cidadãos. No contexto do micronacionalismo reunião, a atividade política e da sociedade como um todo se dá através de tradicionais listas de mensagens sediadas pelo sistema do Yahoo!Grupos e em privado por meio de redes sociais e trocas de email em geral.

Micronacionalismo, a atividade envolvida nas micronações, é um hobbie que lida com simulações de países. O micronacionalismo reunião é caracterizado maioritariamente pela Escola modelista, ao misturar a ficção com a realidade, mas sem que seus cidadãos assumam personagens fictícios ou distintos de quem realmente são. Reunião está fundada em uma Monarquia Absolutista na pessoa do Imperador Cláudio de Castro-Bourbon, de uma nobreza meritocrática tradicional e um Estado constitucional à semelhança do império brasileiro até o reinado do imperador D. Pedro II.

Índice

Dados Geográficos

O Sacro Império de Reunião utiliza como território referencial a ilha de Reunião, no Oceano Índico, ao norte da ilha africana de Madagascar. Não se trata de uma reivindicação real da micronação sobre a ilha, mas unicamente da sua utilização geográfica como ilustração cultural e virtual.

O Império, indivisível sob a pessoa de Sua Sacra Majestade Imperial, é uma unidade política que, sobre si, guarda e mantém diversos domínios políticos, tal qual unidades administrativas. Constituído por uma infinidade de instituições políticas, administrativas e cerimoniais, se trata do maior ente político já tratado em toda a história do micronacionalismo, o que lhe rendeu as mais diversas citações e memórias em todos os cantos do mundo, inclusive em jornais renomados, como a Folha de São Paulo, no Brasil.

Sua estrutura compreende uma tradição de mais de 10 anos, fixada sob uma mistura de modelos tradicionais adotados no então Império do Brasil, no século XIX, e de propostas criadas e desenvolvidas no seio da sociedade reuniã, intensa e fervilhante, que ao longo de sua história desenvolveu sistemas e regimes absolutamente peculiares.

O Sacro Império de Reunião, rodeado pelo Oceano Índico e com Capital Imperial na cidade de Saint-Denis - Distrito Real (A Capital Administrativa é Beatriz), se localiza a leste da Ilha de Madagascar, na parte sul do continente Africano. Trata-se de uma Ilha de clima tropical, a oeste das Ilhas Maurício.

Divisão Administrativa

O Sacro Império de Reunião é dividido em oito regiões administrativas: as Capitanias Hereditárias de Le Port (DA), Fournaise (FE), Conservatória (CO) e Straussia (SS), o Distrito Real de Saint-Denis (DR), o Distrito Executivo de Beatriz (BE) e os Vice-Reinos de Mariana (VRM) e de Maurício (VMA), e por fim o Districto Eclesiástico de Izabella (IZA), sede da Igreja Católica micronacional. Por ato de união entre micronações, o Reino Unido de Açores tornou-se protetorado de Reunião, unindo-se à república de Porto Claro Ocidental na Comunidade Reuniã das Nações que tem o Imperador Cláudio de Castro-Bourbon como Chefe de Estado e monarca.

Governo e Política

Nome Oficial: Sacro Império de Reunião (Holy Empire of Réunion)

Nome Comum: Reunião (Réunion)

Trígrafo: REU

Capitais: Saint-Denis (Imperial), Saint-André (Judiciário), Beatriz (Administrativa).

Estatuto: Monarquia Parlamentar Potencialmente Absolutista, exercida através de de Sua Majestade Imperial, Imperador Cláudio Primeiro, Chefe Supremo de Estado, com auxílio do Egrégio Conselho Imperial de Estado, Câmara Legislativa Aristocrática presidida por JD. Gustavo de Mantenabar (PIGD), e assessoria direta do Lorde Protetor do Império, Sua Alteza Imperial, O Conde D. Diesley Moreira Meira von Habsburgo de François Menestrier. O Estado Reunião evoluiu de essencialmente absolutista para o atual modelo, que configura uma "democracia controlada" ou "monarquia parlamentar potencialmente absoluta", como alguns classificam.

Chefe de Estado: Sua Sacra Majestade Imperial, Dom Cláudio Primeiro, pela Graça de Deus e Acclamação dos Povos, Sagrado Imperador de Reunião, Grão Duque de Le Port, Fournaise, Conservatória e Stráussia, Defensor Perpétuo da Fé, Chefe da Casa Imperial de De Castro-Bourbon. Atualmente, o Poder Moderador é regido por S.A.R., o Grão-Duque de Chuberry, D. Rodrigo Rocha, na qualidade de Regente Imperial.

Chefia de Governo: Sua Excelência Imperial, Premier D. João Santana, Barão de Acciolly Campos. O Vice-Premier e Presidente da Assembléia Popular de Qualícatos é o Marquês Pedro de Torres Homem (PSD).

Divisão Política: O Sacro Império de Reunião é dividido em 4 Capitanias Hereditárias (Le Port, Fournaise, Conservatória, Straussia), governados por Capitães-Donatários, um Distrito Real, governado por um Lord-Mayor indicado pelo Lorde Protetor, 1 Distrito Executivo, administrado por um Governador indicado pelo Premier, 1 Districto Eclesiástico, governado pela Igreja Micronacional e 2 Vice Reinos Semi-Autônomos, Mariana e Mauritius.

Sistema Partidário: Pluripartidarista (Partido Imperial pela Glória da Dinastia - PIGD; Pacto Socialista - PACSO, Micronacional Socialismo - MICROSOC , ARENA - Aliança Reedificadora Nacional, Partido Social Democrata - PSD, União Democrática Humanista - UNIDA)

Parlamento: Bicameral Aristocrático, constando de 1 Conselho Imperial de Estado, cujos 12 membros têm mandatos vitalícios, e de uma Assembléia Popular de Qualícatos, composta de 10 representantes eleitos pelo povo, mediante sufrágio universal, para mandato de seis meses.

Símbolos Nacionais: Segundo a Constituição Imperial, a Bandeira Imperial (fundo vermelho-vivo, com círculo branco no meio, dotado de um grande "R", a coroa Imperial e uma auréola sobre ela), a Língua Portuguesa e a pessoa de Sua Majestade Imperial. O Imperial Colégio Reunião de Armas, autarquia dentro do Gabinete do Lorde Protetor, é encarregado da defesa dos símbolos imperiais.

Sistema de Justiça: Direito Romano (Civil Law) tendo a Common Law e os Costumes como fonte subsidiária. Um Desembargador Imperial, indicado pelo Imperador é a autoridade máxima do Poder Judiciário. O actual desembargador é o MM. D. Bruno Sodgu de Egas Moniz desde Fevereiro de 2005). O Procurador Geral do Império é o Barão Rogério Anzaloni de Hércilio Luz. A Confederação Imperial de Advogados (CIA) é presidida pelo Marquês de Alves Figueiredo, D. José Carvalho.

Constituição: Sagrada Constituição Imperial (1997).

Pena de Morte: Não, desde Fevereiro de 2000 (Emenda constitucional a suprimiu, substituindo-a pelo "ostracismo"). Tradicionalmente, o suplício era o empalamento.


Economia, Comércio e Indústria

Industrias: Imprensa & Comunicações, Publicidade, Web-Design, Advocacia (serviços).

Desemprego: 36% (dentre os activos e espectadores)

Agricultura: cana de açúcar, batatas, baunilha, tabaco, frutas tropicais, vegetais, cereais, etc.

Exportações: Apenas Jornais e Serviços

Taxa de Juros: Máximo de 5% constitucional.

Força de Trabalho: 62 (número de cidadãos activos, que representam cerca de 52% da população total)

Empregados nos seguintes lugares: Governos (Imperial + Capitaniais) 68%, Instituto Hullmann, Millenium Co., A Hora Reuniã, Mystery Corporation, Organizações Tribuna Popular, Agência Reuniana de Notícias 10%, outras 22%

Maiores empresas: Organização Tribuna Popular (Bi-nacional), Organizações Cometa, A Hora Reuniã, Mystery Corporation, Corporação Luna, Instituto Hulmann (web-design).

Importações: Principalmente serviços de webdesign e scripts

Moeda: A Cifra, composta de 100 Centilhos.


Segurança e Defesa

As forças armadas reuniãs são formadas pelo Exército Imperial (EIR), a Armada Imperial (AIR) e a Força Aérea Imperial (FAI), responsáveis por ações de defesa cibernética tanto interna quanto externa, de acordo com a legislação vigente no Império. Além delas, a Guarda Imperial (GIR) é a força policial, militarmente organizada, cuja finalidade é a manutenção da ordem interna do país, fiscalizando e mantendo policiamento nas listas públicas de todo o país, conforme a legislação vigente.

Comandante-em-chefe das Forças Armadas: D. Flávio Miranda

Comandante-Geral da Guarda Imperial de Reunião: D. Douglas de Murta Ribeiro

Ferramentas pessoais
Espaços nominais

Variantes
Ações
Navegação
Ferramentas